Publicidade
Cotidiano | Decoração Integração

Decoração atemporal e urbana é aposta para apartamento

Integração, praticidade e décor sóbrio marcam o projeto deste apartamento de um casal com vida atribulada

Publicado em: 17.10.2020 às 03:00 Última atualização: 17.10.2020 às 10:20

Banco na parede da janela para contemplar a linda vista Foto: Guilherme Pucci
Integração total foi o que guiou o projeto deste apartamento, de 72 m², assinado pela arquiteta Júlia Guadix, de São Paulo. O imóvel foi pensado para receber um casal de São José dos Campos (SP) que precisava de um endereço para passar parte da semana na capital paulista por conta de suas atividades profissionais. "Como estar na cidade é uma constante, o apartamento precisava trazer ares de lar, mas com a praticidade que a dinâmica da vida que uma metrópole grande nos pede", relembra Júlia.

Com um olhar a curto e médio prazos, pois no futuro a ideia dos proprietários é rentabilizar com o imóvel voltado à locação, o projeto prezou pela amplitude, valorizando a área disponível, bem como propiciou um bom espaço para armazenamento.

Conexão entre quarto e área social

Dentro do contexto de integração, o dormitório tornou-se um dos destaques em função da possibilidade de fechá-lo, quando necessário, e a posição privilegiada da cama. Em frente à janela, a vista do 19º andar é uma oportunidade de contemplação. Júlia apostou na marcenaria sob medida para criar um banco na parede abaixo da abertura para facilitar a visualização. O ambiente traz um delicioso cantinho de leitura equipado com uma poltrona.

Na planta original, o apartamento foi entregue sem divisórias. Por isso, o projeto comandado por Júlia não precisou do tradicional quebra-quebra para a integração entre os espaços.

Como forma de realizar o desejo dos moradores de conectar parcialmente o quarto e a área social, a arquiteta apostou em portas de correr entre as duas áreas do imóvel. E esse foi, sem dúvidas, o maior desafio dentro do quesito orçamento. "Levou um tempo até chegarmos nessa solução que coube no bolso e nos agradou (muito!) esteticamente. Nossa preocupação era fazer uma divisória durável, com um visual bacana e uma ótima relação custo x benefício", detalha Júlia. Nas costas da cabeceira da cama, o painel de aço perfurado mantém a privacidade, "conversa" com o concreto aparente presente no apartamento e tem um "quê" de efeito muxarabi. A solução ainda deu espaço para o home office completo, visando os momentos em que o casal precisa trabalhar em casa, com a sensação de delicadeza trazida pela divisória e marcenaria com armários.

A composição do visual a partir das cores

Neste trabalho de arquitetura de interiores, Júlia investiu em uma base com tons de cinza e nude para as peças, incluindo o padrão da marcenaria, garantindo, assim, um décor monocromático. A opção permitiu que a arquiteta trouxesse a tranquilidade e a beleza do azul presente no tapete da sala de estar, nas almofadas, bem como o colorido dos quadros apoiados no entorno do cômodo. "Acredito que assim o projeto fica mais atemporal. Para a escolha das cores, eu vejo com os clientes quais são as cores preferidas e não escondo minha preferência pelos tons de azul", brinca.

Sala de jantar e cozinha

A sala de jantar destaca a mesa em laca branca acompanhada por cadeiras de assento e encosto em palhinha e, do outro lado, o estofado caramelo em acabamento capitonê. Além da iluminação geral, garantida pelo trilho, o pendente produz um toque intimista ao local.

A cozinha do apartamento apresenta um balcão de quartzo laranja, que dá mais vida ao ambiente. "Foi um pedido da cliente que eu adorei fazer", finaliza a arquiteta.



Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.