Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Mundo Crise do combustível

Equador decreta toque de recolher em torno de prédios públicos

Toque de recolher é uma tentativa de amenizar protestos deflagrados com a alta nos preços dos combustíveis

Por AFP
Última atualização: 08.10.2019 às 21:04

O presidente do Equador, Lenín Moreno, decretou nesta terça-feira (8) o toque de recolher para proteger os prédios públicos dos protestos deflagrados com a alta nos preços dos combustíveis, após tentativas de invasão do Congresso e da Casa de Governo.

A liberdade de trânsito e mobilização fica restrita entre 20H00 e 05H00 locais (22H00 e 07H00 Brasília) para as "áreas próximas a prédios e instalações estratégicas onde funcionam as sedes" do Estado, destaca o decreto firmado por Moreno.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.