Publicidade
Notícias | Novo Hamburgo Boa notícia

Novos leitos de UTI entram em operação conforme a demanda em Novo Hamburgo

Novo Hamburgo amplia de 20 para 35 a capacidade de internação de pacientes em terapia intensiva no Hospital Municipal, além disso incremento representa um alívio na taxa de ocupação regional

Por João Víctor Torres
Última atualização: 29.06.2020 às 20:33

Além das dificuldades de equipar leitos de UTI, hospitais e prefeituras enfrentam problemas com fornecimento de insumos usados para entubar pacientes Foto: Lu Freitas/PMNH
Novo Hamburgo aumentou a capacidade de internação nas unidades de terapia intensiva (UTI) adulto no Hospital Municipal (HMNH), o que traz certo alívio. Afinal, quase todo o mês de junho, o serviço de alta complexidade disponível na rede pública de saúde hamburguense operou praticamente com lotação máxima.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

A partir de agora, o número total de vagas em UTIs cresceu de 20 para 35. Inclusive, elas já constam na plataforma de monitoramento do Estado desde domingo. O Piratini utiliza esta base de dados para aferir a taxa de ocupação dessas unidades no Rio Grande do Sul, como também leva em conta esses índices para estabelecer a classificação de risco das 20 regiões gaúchas pelo modelo de distanciamento controlado.

"Com isso, ampliamos de dez para 25 leitos de UTI somente para Covid", sublinha a prefeita Fatima Daudt. Ainda de acordo com a chefe do Executivo, o reforço significará incremento de 150% nos leitos de UTI dedicados exclusivamente à Covid. Já os outros dez são para pacientes com outras enfermidades.

Apesar disso, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os novos espaços ainda estão em fase final de testes. "Dois já passaram a ser ocupados nesta segunda-feira. Os demais serão colocados em operação de acordo com a necessidade e operacionalidade", informa a pasta, por meio de nota encaminhada pela assessoria de imprensa da Prefeitura.

Mais leitos em São Leopoldo também

Pela atualização, no mapa de disponibilidade e ocupação de leitos da Secretaria Estadual de Saúde desde sábado, o Hospital Centenário, de São Leopoldo, salta de 11 para 16 leitos de UTI adulto, embora esteja com 100% da taxa de ocupação. Procurada, a comunicação do Hospital Centenário afirmou que os cinco novos leitos no sistema do Estado já faziam parte da UTI Covid e que está "aguardando habilitação".

Profissionais da rede básica vão para o HMNH

A pandemia o impacta sistema de saúde e, entre esses efeitos, causa o afastamento de profissionais infectados pelo novo coronavírus. Por isso, o Município chamou servidores que atuam nas unidades básicas de saúde (UBSs) e estratégias de saúde da família (ESFs) para suprir a falta de pessoal no HMNH. "Nem todos irão atuar diretamente na Covid-19", esclarece a Secretaria Municipal de Saúde. Porém, a pasta informa que todos os servidores foram treinados e capacitados para trabalhar na linha de frente.

Postos mantêm mesmos horários de atendimento

Conforme o Município, a partir deste remanejo de pessoal, os postos de saúde terão redução no número de profissionais técnicos atuando nas unidades da rede básica. Apesar disso, o funcionamento desses espaços não será modificado. "O horário de atendimento, no entanto, permanece o mesmo, mas a secretaria pede à população que, por enquanto, procure atendimento somente em caso de extrema necessidade", diz a nota da Secretaria de Saúde.

Novo Hamburgo tem nova morte por coronavírus

Novo Hamburgo chegou ao seu 19.º óbito por coronavírus. De acordo com a Prefeitura, o caso mais recente é o de uma idosa de 77 anos, residente na Vila Diehl, que estava internada no Hospital Municipal (HMNH) desde a última quinta-feira (25). Ainda de acordo com a Prefeitura, a paciente tinha doença cardiovascular crônica e hipertensão. O resultado positivo para Covid-19 foi recebido no dia 27 depois de testagem pelo método RT-PCR. Ela faleceu no domingo. Um empresário de 61 anos que morreu no fim de semana havia sido a 18a vítima fatal na cidade.

Repasse de respiradores para a região

O Estado recebeu 140 respiradores modelo beira-leito (usados em UTIs) do Ministério da Saúde. Destes, 112 já possuem destino e o restante aguarda estudos que levem em conta as necessidades e possibilidades de recebe-los. Entre os municípios que serão contemplados com o reforço ao combate à Covid-19 estão Montenegro (6), Canela (3), Parobé (6), Canoas (20), Esteio (6), Gravataí (10) e Caxias do Sul (5). "Destaco o importante apoio do Ministério da Saúde que, mesmo com trocas de titulares, tem mantido firmeza no suporte técnico aos Estados. Com essa leva, atingiremos mais rápido nossa meta de chegarmos aos 1,9 mil leitos de UTI no Rio Grande do Sul, uma ampliação de 100% da estrutura da rede pública hospitalar", afirmou o governador Eduardo Leite nesta segunda-feira.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.