Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Pra sair do vermelho

Bancos iniciam semana com mutirão de renegociação de dívidas; descontos podem chegar a 92%

Acordos podem ser feitos nas agências ou ainda pelos canais digitais dos bancos e pela plataforma consumidor.gov.br

Por Juliana Nunes
Última atualização: 02.12.2019 às 07:17

Dezembro é o mês que reúne festividades em família, mas também é uma oportunidade para, finalmente, sair do vermelho. Isso porque muita gente utiliza todo, ou parte, do 13º na negociação de dívidas. E a oportunidade para quem está com débitos bancários pode estar na Semana de Negociação e Orientação Financeira, que se inicia nesta segunda e segue até a sexta-feira (6). São sete instituições financeiras (Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Banco Pan, Caixa Econômica, Itaú e Santander) que irão oferecer descontos, taxas e prazos diferenciados.

A negociação, que poderá chegar a 92% de desconto, poderá ser feita nas agências bancárias, no horário normal de funcionamento, ou ainda pelos canais digitais dos bancos e pela plataforma consumidor.gov.br. O Banco Votorantim e Safra também participam da iniciativa, mas apenas por meio de seus canais digitais.

Orientação financeira

A ação é realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e bancos, além de ter como parceiro este ano o Banco Central. A ideia também inclui noções de educação financeira. Diversas agências fornecerão materiais com orientações ao consumidor. "É do interesse do setor bancário orientar os clientes sobre o melhor uso do crédito, e difundir conhecimento que possa auxiliar transformações positivas de comportamento, para melhorar a relação das pessoas com o dinheiro e sua qualidade de vida", destaca o presidente da Febraban, Murilo Portugal.

Planejamento

Para a professora do curso de Gestão Financeira da Universidade Feevale Aline Nast Lima de Lemos, o primeiro passo para evitar o endividamento é ter controle dos gastos. "Temos que ter controle das entradas e saídas. Isso pode ser feito com apontamentos diários no papel ou por meio de aplicativo ou planilha eletrônica. Também devemos separar os gastos fixos dos que não são recorrentes", ensina Aline.

Prioridades

Com o dinheiro extra que entra na conta, o impulso por compras fica mais forte. No entanto, para quem está com dívidas é essencial destinar valores, como o 13º, para o pagamento, especialmente das contas em que o juro é mais alto.

"Caso a pessoa tenha mais pendências e o 13º não seja suficiente, ela deve priorizar as que tenham juros mais altos, como o cheque especial e o cartão de crédito", diz a professora da Feevale.

E as compras de Natal, como é que ficam? O segredo, conforme Aline, é fazer a aquisição com pagamento à vista. "A recomendação é que os gastos com ceias de Natal e Ano Novo, assim como os presentes, sejam feitos à vista. Não adianta quitar o cartão de crédito e fazer novas compras parceladas. Nesta época é comum a compra por impulso".

E se ao pagar os débitos, ainda sobrar algum recurso, a dica é realizar alguma meta já estipulada ou investir. "Pode colocar em prática o que se determinou como meta, como uma viagem, por exemplo. E o ideal é que se poupe, se faça algum tipo de investimento. Mas, claro, em primeiro lugar se deve quitar o que já existe", afirma Aline.

Até 92% de descontos e 120 meses para pagar

O Banco do Brasil dará descontos de até 92% na liquidação de dívidas e oferecerá prazos que podem chegar a 120 meses, além de até 180 dias de carência. O banco também oferecerá taxas de juros até 14% menores.

Podem participar todos os clientes pessoas físicas que possuam operações de crédito vencidas, independente da faixa de renda e tempo de inadimplência.

Parcelamento pode ser feitoem até 96 meses

 Os clientes do Banrisul terão descontos de até 90% do valor das operações inadimplentes para pagamentos à vista, de acordo com o prazo de vencimento da dívida. Também haverá a opção de parcelamento em até 96 meses e taxa de juros a partir de 0,69% ao mês. Os correntistas também vão poder regularizar os seus débitos pelo site www.banrisul.com.br/negocie e pelo aplicativo Banrisul Digital.

 

Dívidas com mais de um ano com 90% de desconto

Os clientes da Caixa poderão quitar dívidas que estejam em atraso há mais de um ano com até 90% de desconto, para pagamento à vista. Também poderão unificar os contratos em atraso e parcelar em até 96 meses, realizar uma pausa no pagamento de até uma prestação vencida ou a vencer, e efetuar a repactuação da dívida, com a possibilidade de aumento do prazo.

Números da inadimplência no Brasil

Ainda conforme a pesquisa, cada consumidor brasileiro inadimplente deve, em média, R$ 3.254,78. Cerca de 53% devem até R$ 1 mil e 46,9% acima desse valor.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.