Publicidade
Notícias | Região Distanciamento controlado

São Leopoldo e Portão voltam à bandeira laranja e região de Canoas mantém o risco médio

Nesta 21ª rodada do modelo de distanciamento controlado estadual, pela primeira vez, todas as regiões foram classificadas em bandeira laranja (risco médio para contaminação pela Covid-19)

Por Jean Peixoto
Publicado em: 25.09.2020 às 19:39 Última atualização: 25.09.2020 às 21:58

Pela primeira vez desde o início do modelo de distanciamento controlado, todas as regiões do Estado ficaram em bandeira laranja Foto: Governo do Estado/Reprodução
Pela primeira vez, desde o início do modelo de distanciamento controlado estadual, todas as regiões de saúde do Rio Grande do Sul foram classificadas em bandeira laranja (risco médio para contaminação pela Covid-19), conforme os dados desta 21ª rodada preliminar divulgada na tarde desta sexta-feira (25). Desde 8 de junho, na 5ª semana do modelo, o mapa de saúde do Estado não ficava sem nenhuma região em bandeira vermelha. A classificação definitiva, válida entre 29 de setembro e 5 de outubro, será divulgada na próxima segunda-feira (28).

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre o coronavírus

Conforme o levantamento do Comitê de Análise de Dados, os municípios do bloco intermunicipal de Novo Hamburgo (R07), que comporta São Leopoldo e Portão, apresentaram queda de 21% no índice de hospitalizações de pacientes confirmados com Covid-19. Enquanto na semana anterior foram registradas 73 internações, nos últimos sete dias foram 58. Os municípios do bloco de Canoas (R08), que comporta Sapucaia do Sul, Esteio e Capela de Santana, alcançaram a média ponderada – referência para a definição das bandeiras - mais baixa das últimas quatro semanas (1,13). Quanto mais baixo este índice, mais longe a região fica da bandeira vermelha, que passa a valer a partir de 1,50.

Conforme a Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam), a região de Novo Hamburgo já está autorizada a implementar o protocolo de cogestão menos restritivo, que adota medidas da bandeira amarela, como ampliação de horários de restaurantes até 22 horas e ampliação da lotação de cultos e missas em 50% da capacidade de ocupação, respeitando o distanciamento de 2 metros.

Governador comemora, mas pede cautela

Em transmissão ao vivo extraordinária pelas redes sociais, o governador Eduardo Leite celebrou o resultado. “Essa é uma notícia muito importante. Mas é preciso lembrar a todos que a Covid-19 não passou e ainda é uma preocupação para todos nós.. Se temos uma situação mais controlada é porque a população tomou os cuidados. Nenhum paciente ficou sem atendimento em leitos de UTI no nosso Estado. Essa é uma vitória coletiva”, ressaltou.

São Leopoldo discutirá novas flexibilizações

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, ressalta que o retorno para a bandeira laranja possibilitará a discussão de mais flexibilizações para o Município nos setores que ainda não retomaram suas atividades. “Acredito que foi muito importante esse resultado, porque isso vai nos possibilitar de implementarmos outros protocolos que já tínhamos encaminhado para o Estado, como a questão do futebol, do retorno das escolas privadas e do setor de eventos”, pontua.

Ciente de que os clubes de esportes coletivos só podem retornar após 14 dias em bandeira laranja, o prefeito leopoldense comenta que a próxima semana pode representar um período preparatório para a retomada. “Defendo que na semana que vem possamos iniciar um processo de preparação para a retomada do futebol porque a situação deles é muito difícil”, comenta. Para a terça-feira, o novo decreto deve trazer o retorno do passe livre para os idosos no transporte público e a reabertura do Centro de Eventos municipal.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.