Publicidade
Cotidiano | ABC Pra Você | Gourmet Para comemorar

Um salve ao churrasco

Sabor de tradição gaúcha, o churrasco tem dia especial no calendário e necessita de organização para um bom preparo

Por Adriana Lima
Publicado em: 23.04.2021 às 03:00 Última atualização: 23.04.2021 às 13:55

Mais do que uma simples refeição, o churrasco é um evento social e, nestes dias de pandemia, é uma celebração em família. Faça chuva ou faça sol, o churrasco é a melhor pedida para o almoço de domingo aqui no Rio Grande do Sul. Mas a delícia já é preferência em todo País, em qualquer dia da semana, e ganhou até mesmo uma data comemorativa: 24 de abril é o Dia do Churrasco.

A refeição ganha versão no espeto, na grelha, com fogo de chão, na brasa do carvão ou da lenha e cada um tem seu toque especial neste preparo. Ai de mim que sou mineira querer ensinar a um gaúcho a assar um bom churrasco! Assim, nossa dica desta edição é uma abordagem à preparação dessa celebração, dos cortes aos acompanhamentos. E bom apetite a todos quem amam o churrasco!

Escolha dos cortes

Além das tradicionais picanha, fraldinha e maminha, outros cortes premium trazem ainda mais sabor quando assados em altas temperaturas. As dicas para um evento gourmet são da Mafrig.
Bife de chorizo: muito conhecido como contrafilé, ainda mais macio e saboroso, com alto acabamento de gordura e marmoreio, que é a acumulação de gordura intramuscular na carne.
Bife ancho: filé de costela, que garante maciez e sabor indescritível para o churrasco gourmet.
Assado de tiras: costela do dianteiro, basta colocar na grelha para ter altos níveis de suculência.
Short rib: acém com osso, um corte especial que vem surpreendendo os amantes de carne. Retirado da parte dianteira da costela do boi junto com o miolo de acém, possui alto grau de marmoreiro, o que oferece um sabor diferenciado ao corte.
Prime rib: lombo com osso, vem da parte mais macia da costela. Iniciar o processo na brasa pelo lado do osso garante ainda mais peculiaridade ao paladar.

Como manter a suculência da carne?

O açougueiro e churrasqueiro Netão Bom Beef, membro da Sociedade do Churrasco Tramontina, compartilhou sua dica para um resultado suculento.

"Um bom truque é deixar a carne descansar quando ela sai da brasa. Não precisa se preocupar com o resfriamento: ao tirá-la da churrasqueira, a carne ainda sobe de um a dois graus com o cozimento residual. A temperatura externa acaba se igualando à interna e, após um ou dois minutos, fica ainda mais suculenta", destaca.

E para grelhar cortes com cobertura de gordura? "Em algum momento, quando a carne estiver na brasa, apoie-a na grelha pela parte da gordura. Uma boa dica durante esse processo é tampar a churrasqueira, para evitar que subam labaredas com o derretimento", cita.


Fatal error: require(): Failed opening required 'includes/2019/paginas/materias/assinenewsletter.php' (include_path='.:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /sites/hosts/diariodecanoas.com.br/_templates/2019/materia_abc_pra_voce.php on line 122

Mensagem

Erro: require(): Failed opening required 'includes/2019/paginas/materias/assinenewsletter.php' (include_path='.:/usr/share/pear:/usr/share/php')
Arquivo /sites/hosts/diariodecanoas.com.br/_templates/2019/materia_abc_pra_voce.php na linha 122