Publicidade
Esportes Goleada

Espanha dá show, faz 6 a 0 na Alemanha e avança na Liga das Nações

A goleada garantiu a equipe espanhola na fase final da competição europeia

Publicado em: 17.11.2020 às 22:24 Última atualização: 17.11.2020 às 22:24

Jogadores da seleção espanhola comemoram gol sobre os alemães Foto: Divulgação
Com uma atuação fulminante, principalmente no primeiro tempo, a seleção da Espanha aplicou 6 a 0 na Alemanha nesta terça-feira, pela rodada final da fase de grupos da Liga das Nações da Uefa. A goleada, conquistada em Sevilla, garantiu a equipe espanhola na fase final da competição europeia. O grande destaque da partida foi Ferrán Torres, autor de três gols.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todos os conteúdos sobre coronavírus

O jogo disputado na Espanha era um confronto direto para decidir o vencedor do Grupo 4 da Liga A. Os "campeões" de cada uma das quatro chaves da liga principal, equivalente à primeira divisão da Liga das Nações, disputam as semifinais em 2021. Com o triunfo, a Espanha garantiu sua vaga na fase decisiva, que já tinha a França. Bélgica e Itália são as favoritas a ficar com os dois postos restantes das semifinais.

Com uma escalação mesclada, entre jogadores mais experientes e novatos, a Espanha massacrou a Alemanha no primeiro tempo, em Sevilha. Foram três gols validados, um anulado, domínio de sobra e tudo isso apesar de duas baixas importantes por lesão. O meia Canales e o zagueiro e capitão Sergio Ramos se machucaram na etapa inicial - o defensor já virou preocupação para o Real Madrid.

O primeiro gol veio aos 17 minutos, após três boas oportunidades dos anfitriões. Depois de cobrança de escanteio na área, Morata subiu mais que Gnabry e abriu o placar, de cabeça. Seis minutos depois, o mesmo Morata mandou novamente para as redes. O árbitro, contudo, assinalou impedimento e anulou o lance.

O gol anulado não desanimou a Espanha, que seguia forte no ataque. Ferrán Torres criou duas grandes chances de gol em sequência antes de anotar o segundo dos anfitriões, aos 34. Ele aproveitou rebote, após cabeçada de Dani Olmo que carimbou o travessão, e estufou as redes.

Apenas quatro minutos, mais um gol da Espanha. E novamente em lance de bola parada. Desta vez, a cobrança de escanteio encontrou Rodri, que tirou vantagem da nova falha de marcação da defesa alemã e registrou o terceiro gol dos espanhóis, aos 38. Na sequência, Sergio Ramos deixou o gramado mais cedo, devido a dores na coxa direita.

O intervalo não esfriou o ímpeto da Espanha. Olmo desperdiçou outra boa chance logo aos dois minutos. E, aos 10, Ferrán Torres marcou o quarto gol dos anfitriões, desta vez em rápido contra-ataque.

Surpreendido, o técnico Joachim Löw fez rápidas mudanças na Alemanha. E sacou jogadores como Leroy Sané e Goretzka para dar chance aos jovens Waldschmidt e Neuhaus. Entre os titulares, a equipe alemã era liderada por jogadores como Neuer, Gündogan e Kroos.

Mas a experiência não fez qualquer diferença em campo. Aos 27, a Espanha voltou à carga, novamente com Ferrán Torres, convertendo jogada, após contra-ataque iniciado por Fabián Ruiz: 5 a 0. Nos minutos finais, aos 44, Oyarzabal ainda teve tempo de anotar o sexto gol dos espanhóis, selando a goleada histórica.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.