Publicidade
Esportes Seleção brasileira

Atletas criticam Conmebol, mas confirmam Brasil na disputa da Copa América

Seleção venceu o Paraguai e manteve 100% nas Eliminatórias para a Copa do Catar. Após a partida, jogadores da seleção criticaram a organização da Copa América mas afirmam que nunca dirão 'não' à seleção

Por André Heck
Publicado em: 09.06.2021 às 00:09 Última atualização: 09.06.2021 às 00:37

Neymar marcou o primeiro gol e deu o passe para o segundo contra o Paraguai Foto: Lucas Figueiredo/CBF
A seleção brasileira venceu o Paraguai por 2 a 0, na noite desta terça-feira (8), em Assunção, e manteve os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, em 2022. O Brasil lidera a competição com 18 pontos, abrindo boa vantagem sobre a Argentina, vice-líder, com 12. Após o confronto, jogadores da seleção criticaram a Conmebol pela organização da Copa América, mas confirmaram participação no torneio.

O Brasil volta a entrar em campo pelas Eliminatórias em setembro, diante do Chile. Agora, o desafio dos comandados do técnico Tite é a Copa América. No domingo (13), às 18 horas, em Brasília, o time brasileiro encara a Venezuela pelo jogo de abertura da competição.

Após a partida, o capitão Marquinhos, ainda em campo, disse que o time brasileiro deve disputar a competição. "Em momento algum os jogadores negaram vestir essa camisa", ressaltou. "É o nosso sonho de criança, o maior orgulho vestir a camisa da seleção. A partir de agora a gente vai ver o que vai ser decidido. Há uma hierarquia", afirmou o zagueiro.

Durante a semana, chegou a se cogitar que os jogadores pudessem boicotar a competição no Brasil. Atletas e comissão técnica estariam insatisfeitos pela forma como foi conduzida a decisão de trazer a competição para o País. O afastamento do presidente da CBF, Rogério Caboclo, por denúncia de assédio sexual e moral, teria aliviado a tensão. A seleção deve mesmo disputar a competição. 

O Brasil fez bom jogo contra o Paraguai e abriu o placar logo aos 3 minutos de jogo. Gabriel Jesus cruzou da direita e Neymar dominou na área e bateu para fazer 1 a 0. O segundo gol da seleção saiu aos 47min da segunda etapa. Neymar tocou para Lucas Paquetá, que bateu cruzado e definiu o placar: 2 a 0.

Após a partida, os jogadores publicaram um texto nas redes sociais criticando a realização da competição no Brasil, mas afirmando que "nunca diremos não à Seleção Brasileira".

Confira o texto na íntegra:

"Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira."

O jogo

Ontem / Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

Árbitro: Patrício Loustau, auxiliado por Ezequiel Brailovsky e Gabriel Chade.

Paraguai 0

Antony Silva; Robert Rojas (Espínola), Gómez, Alderete e Júnior Alonso; Gastón Giménez (Ávalos), Ángel Cardozo (Bareiro), Villasanti (Oscar Romero) e Arzamendia; Almirón e Ángel Romero (Samudio). Técnico: Eduardo Berizzo.

Brasil 2

Ederson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Fred (Lucas Paquetá) e Neymar; Gabriel Jesus (Everton), Roberto Firmino (Douglas Luiz) e Richarlison (Gabigol). Técnico: Tite.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.