Publicidade
Notícias | Canoas Eleições 2020

Homens e cavalos a postos para garantir a tranquilidade da votação, em Canoas

Brigadianos do 4º Regimento de Polícia Montada (4º RPMon) de Porto Alegre chamaram a atenção de moradores dos bairros Mathias Velho e Guajuviras, na manhã deste domingo (29), próximo aos colégios eleitorais

Publicado em: 29.11.2020 às 12:54 Última atualização: 29.11.2020 às 12:56

Brigadianos do 4º Regimento de Polícia Montada (4º RPMon) estão em Canoas Foto: LEANDRO DOMINGOS/GES-ESPECIAL
A Maria Antônia Gonçalves achou aquilo diferente. "Olha, fazia tempo que eu não via uns cavalos tão bonitos passando aqui pela avenida [Rio Grande do Sul]", disse a comerciante de 57 anos, moradora do bairro Mathias Velho, na manhã deste domingo (29). Ela se referia aos brigadianos sobre cavalos que foram vistos circulando pela principal avenida do bairro ao longo do dia. Eram oito policiais militares (PMs) em cima de animais no Mathias Velho, pertinho da Escola Estadual Bento Gonçalves. Além de outros oito no bairro Guajuviras, próximo a Escola Municipal Carlos Drummond Andrade. Integrantes do Polícia Montada (4º RPMon) de Porto Alegre, eles reforçaram a ofensiva montada pelo 15º Batalhão da Polícia Militar (BPM) para garantir a segurança nesta votação do segundo turno.

Comandante do 15º, o tenente-coronel Jorge Dirceu Filho informou que os cavaleiros foram estrategicamente posicionados onde ficam os maiores colégios eleitorais da cidade. "São áreas de grande circulação e a movimentação dos policiais a cavalo colabora muito para a identificação de eventuais casos de boca de urna", explicou. A estratégia deu certo. Próximo a estas áreas, não foi registrada qualquer ocorrência. No Guajuviras, os brigadianos mantiveram circulação constante pela Avenida Dezessete de Abril. Os eleitores gostaram. "Achei positivo porque o policial a cavalo pode ser visto de longe. Os bandidos ficam com medo", opinou o aposentado Cezar Luiz Azevedo, 63 anos.

À parte os PMs a cavalo, o efetivo da Brigada em Canoas pode contar também com 80 alunos-soldados em formação, oriundos de uma escola da corporação, que fica em Montenegro. "Como neste segundo turno, somente Canoas e Porto Alegre disputam na nossa região, foi possível garantir uma concentração maior de alunos-soldados vindos da escola de Montenegro", esclareceu. "Conseguimos distribuir policiais militares, organizadamente, por todas as escolas, garantindo o policiamento ostensivo desde as primeiras, mas não só para isso", destacou. "É que além das eleições, ainda temos as ocorrências de crimes para atender. Porque os criminosos não querem saber de votação. Para eles, este é só mais um dia."

Por fim, o comandante apontou que soldados que integram o Comando do Policiamento Metropolitano (CPM) somam forças até o final da votação e a divulgação do resultado durante a noite. "Canoas permanece sob bandeira vermelha e não podemos permitir que existam aglomerações", avisa. "Então, o partido vencedor vai ter que conter os ânimos diante da situação de saúde grave pelo qual passamos. Os partidos já foram orientados e nosso pessoal vai estar de olho."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.