Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Canoas Transição na saúde

Com prioridade nas seleções, trabalhadores do Gamp tentam manter vagas

Último prazo para cadastro termina nesta sexta-feira

Por Daniele Farias
Publicado em: 14.01.2022 às 03:00 Última atualização: 14.01.2022 às 08:05

O momento é de transição na saúde municipal. Os trabalhadores de hospitais e postos de saúde de Canoas que estão recebendo aviso prévio em função do término do contrato com o Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp) estão participando dos processos seletivos públicos para trabalhar com as novas entidades que assumem a gestão da saúde pública em Canoas.

Prazo para inscrições às vagas para trabalhar no HPSC se encerram nesta sexta-feira
Prazo para inscrições às vagas para trabalhar no HPSC se encerram nesta sexta-feira Foto: PAULO PIRES/GES
Das quatro seleções de pessoal realizadas por meio de editais, apenas uma ainda está aberta até hoje: a do Instituto de Atenção à Saúde e Educação (Aceni), que vai gerir o Hospital de Pronto Socorro (HPSC). Até ontem à noite eram 2,1 mil inscritos. O prazo das outras três seleções - para trabalhar no Hospital Universitário, nas UPAs e nos Caps - já se encerrou. Foram 4,8 mil inscritos.

A Comissão de Transição dos contratos ainda não fez um cruzamento das inscrições, mas considerando o número total até a noite de ontem - 6,97 mil - a avaliação é que muitos profissionais hoje ligados ao Gamp se cadastraram em mais de uma seleção, o que estava autorizado. A estimativa da Prefeitura é que a maioria dos inscritos seja de pessoas que já trabalham nas unidades de saúde. Elas têm prioridade na seleção.

"A prioridade absoluta é para os atuais trabalhadores continuarem salvando vidas e se dedicando à nossa comunidade", destacou o prefeito Jairo Jorge. "Sindicatos poderão acompanhar cada passo da transição, a Prefeitura não vai fugir das suas responsabilidades."

Conforme o procurador-geral do Município, Cesar Palma, que preside a Comissão de Transição, Canoas colocou essa prioridade nas contratações dos funcionários como uma das condições para que as organizações assumam a gestão dos serviços.

"A Prefeitura tem estudado soluções para o momento da finalização do contrato com o Gamp desde janeiro do ano passado", pontua. "Esta é uma situação que deveria ter sido resolvida na administração anterior, porém, não foram feitas novas licitações."

Sobre prazos e valores dos pagamentos das rescisões com os cerca de 3,2 mil profissionais em fase de desligamento, Palma informa que será apresentada uma proposta em um novo encontro de mediação junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), marcado para o próximo dia 28.

"Levamos o tema à mediação, pois é preciso uma construção conjunta com os sindicatos", diz, frisando que "o Município não se furta de encontrar soluções para que todos os trabalhadores tenham o recebimento de suas verbas rescisórias."

Visitas técnicas aos quatro contratados

Na última semana, integrantes da Comissão de Transição fizeram visitas técnicas aos municípios que possuem unidades de saúde administradas pelas instituições que começam a atuar em Canoas no fim deste mês. O secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos, acompanhado da diretora jurídica, Tatiani Pacheco, e do interventor da saúde, Régis de Oliveira Júnior, estiveram em Ribeirão Pires (SP) conhecendo o serviço da UPA 24 Horas Santa Luzia.

O local é gerenciado pela Associação de Gestão e Execução de Serviços Públicos e Sociais (Biogesp), que será a responsável pelas UPAs Hugo Simões Lagranha e Liberty Dick Conter. A comitiva esteve também em Pindamonhangaba (SP) para conhecer o Hospital de Pronto Socorro gerenciado pelo Instituto de Atenção à Saúde e Educação (Aceni).

Já em Montes Claros (MG), os canoenses conheceram a estrutura do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira. O local atende pacientes do SUS em média e alta complexidade e é administrado pela Fundação Educacional Alto Médio São Francisco (Funam), que assume a gestão do Hospital Universitário (HU). Em Porto Alegre, a visita foi ao Instituto Brasileiro de Saúde, Ensino, Pesquisa e Extensão para o Desenvolvimento Humano (IBSaúde), que assumirá a gestão dos Caps Recanto dos Girassóis, Travessia, Novos Tempos e Amanhecer.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.