Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Canoas Investigação

Polícia Civil apura ligação entre homicídio e incêndio criminoso causado no Mathias Velho

Moradores do bairro viveram semana de tensão após os crimes. Alguns relatos apontam até para homens circulando com armas na cintura durante a noite. Brigada Militar está em alerta

Publicado em: 13.05.2022 às 12:09 Última atualização: 13.05.2022 às 12:23

Brigada Militar (BM) está atenta a movimentação no bairro Mathias Velho
Brigada Militar (BM) está atenta a movimentação no bairro Mathias Velho Foto: PAULO PIRES/GES
A semana foi de tensão para alguns moradores do Mathias Velho que vivem na área próxima ao dique e a Vala da Curitiba. Isso porque dois crimes criaram certa ansiedade na comunidade.

O primeiro aconteceu na noite de sábado (7). Foi um homicídio que vitimou um traficante na esquina das ruas Bela Vista e São Sepé. A vítima acabou executada com cinco tiros.

Já o segundo foi um incêndio, que destruiu uma casa na Rua São Gabriel, na noite de domingo (8). A suspeita de crime acabou confirmada quando a Polícia Civil ouviu testemunhas na área e descobriu que a casa foi incendiada.

Os dois crimes, aparentemente, estão ligados, segundo a investigação que vem sendo conduzida pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Canoas.

De acordo com o delegado Robertho Peternelli, a apuração continua, mas ao que tudo indica, o incêndio aconteceu em resposta ao assassinato cometido no sábado à noite.

"Ainda estamos trabalhando no caso, mas pelo que apuramos, a vítima era uma pessoa querida na comunidade, então parece que os amigos dele querem vingança pela morte", esclarece.

Peternelli garante que o caso, embora esteja relacionado com pessoas ligadas ao tráfico de entorpecentes, não tem relação direta com disputas de facções por pontos de vendas.

"Acreditamos em uma vingança motivada por alguma outra razão que não seja disputa de território. Ainda não está bem claro o que aconteceu, mas não há drogas envolvidas".

Mesmo não falando em pressa, o delegado defende que a situação deve se acalmar somente quando alguém for preso.

"Já temos um suspeito do crime e estamos trabalhando em cima. Às vezes a burocracia não deixa que o trabalho avance na velocidade que gostaríamos, mas é claro que gostaríamos de fechar o caso o quanto antes para acalmar os ânimos".

Situação sob controle, segundo a BM

A redação do DC recebeu alguns relatos apontando homens circulando com armas na cintura durante a noite no bairro Mathias Velho. A Brigada Militar (BM) está em alerta, porém nega que qualquer informação deste tipo tenha chegado ao conhecimento da corporação.

"Continuamos trabalhando e a situação na área está sob controle", avisou o tenente-coronel Jorge Dirceu Filho, que comanda o 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

"Além disso, o porte de arma de fogo sem autorização é crime. Se alguém observar um indivíduo andando com arma na cintura, que ligue para o 190 que a Brigada vai correr para lá, executar a abordagem, e prendê-lo".

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.