Publicidade
Notícias | Novo Hamburgo Primeiro dia de pagamento

Beneficiários do Auxílio Emergencial procuram banco para tirar dúvidas

Primeira etapa de pagamentos é para pessoas que nasceram em janeiro, e o valor é creditado em conta digital

Publicado em: 06.04.2021 às 17:08 Última atualização: 06.04.2021 às 17:31

Beneficiários buscaram informações sobre auxílio emergencial na Caixa Federal Foto: InezioMachado/GES
O pagamento da primeira parcela do auxílio emergencial, que começou nesta terça-feira (6), atraiu beneficiários à agência da Caixa Econômica Federal (CEF), na Rua Bento Gonçalves, no Centro de Novo Hamburgo. 

Embora o pagamento tenha começado por crédito na conta corrente, algumas pessoas procuraram a agência para tirar dúvidas ou para resolver problemas na conta digital.  O valor será creditado em Conta Poupança Social Digital e poderá ser utilizado por meio do CAIXA Tem. O primeiro ciclo de pagamentos é para pessoas que nasceram em janeiro. 

Para os beneficiários do Programa Bolsa Família que passarão a receber o novo Auxílio Emergencial, o pagamento será feito da mesma forma do benefício.

O atendimento nas agências ocorre mediante agendamento, independentemente de ser sobre Auxílio Emergencial ou serviços essenciais. Mesmo com a orientação de que as dúvidas fossem sanadas pelos canais digitais, alguns beneficiários optaram pela forma presencial.
Teve quem conseguiu sanar dúvidas na hora e quem voltou para casa com contatos digitais para agendar o atendimento para outro dia.

A moradora do bairro Roselândia, em Novo Hamburgo, a dona de casa Jussara Nunes, 38 anos, esteve na unidade da Caixa Econômica Federal, no Centro, com o intuito de receber o Auxílio nesta terça-feira, mas ficou sabendo que será somente em maio. Os depósitos do benefício ocorrem conforme a data de nascimento dos beneficiários.

Na porta da agência, Jussara recebeu do segurança um aviso impresso com os contatos que deverá realizar para o agendamento. "É triste. Deixei meu filho com minha vizinha. É tudo ‘não’, ‘não’. É difícil", declarou a dona de casa, que prevê receber 150 reais, suficientes para comprar dois pacotes de fraldas para o filho de 18 anos, que tem paralisia cerebral.

Queixas sobre atendimento virtual

Moradora do bairro Canudos, Michelle Darc Fredrich, 33, acessou a agência para sanar dúvidas sobre outra questão e aproveitou para questionar sobre o auxílio emergencial. "Eu já encaminhei o pedido, está em análise, e dizem que não é para ir até a Caixa, mas o atendimento on-line não esclarece direito as dúvidas", sublinha Michelle, que nasceu em abril e, por isso, o pagamento não seria nesta primeira etapa.

Assim como recebeu o auxílio no ano passado, quando vendia vendia doces, aguarda o pagamento este ano novamente. "Sempre ajuda na comida, embora está muito caro este ano", exemplifica Michelle.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.