Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País PARA FICAR EM ALERTA

Por que a dengue pode provocar a morte de uma pessoa

Evolução dos sintomas podem indicar grau de gravidade da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti

Por Redação
Publicado em: 12.05.2022 às 17:50 Última atualização: 12.05.2022 às 21:00

Febre alta, forte dor de cabeça, perda do apetite e até do paladar, dor na região dos olhos, tontura, cansaço extremo, náuseas e vômitos são alguns dos sintomas da dengue clássica que vem atingindo diversas regiões no Brasil. Porém, além todo este mal-estar a doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti pode evoluir para um desfecho fatal.

A dengue hemorrágica, também chamada de dengue grave, é uma complicação ao organismo provocada pelo vírus. Além dos sintomas clássicos, os primeiros sinais dessa mudança ocorrem por volta do terceiro ou quarto dia após a infecção quando surgem hemorragias por causa de sangramentos de vasos na pele e em órgãos internos.

Mosquito Aedes aegypti, responsável por transmitir a dengue
Mosquito Aedes aegypti, responsável por transmitir a dengue Foto: Adobe Stock
Nessa forma grave, é comum que a pessoa infectada tenha queda de pressão arterial, dificuldade para respirar, sede excessiva e boca seca, vômitos persistentes e muita dor abdominal. É importante lembrar que não há medicação específica contra a dengue, mas é possível tratar os sintomas da doença, sempre com acompanhamento e orientação médica.

Por que esse tipo de dengue mata?

Na dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória. Essa inflamação nos vasos sanguíneos provocada pelo vírus pode fazer com que o sangue ficar "mais espesso" e causar formação de trombos, o que pode ser fatal dependendo de onde se instalam no organismo, como no coração. A circulação mais difícil também pode prejudicar a oxigenação e o funcionamento dos órgãos. Sem irrigação sanguínea suficiente os órgãos deixam de funcionar, levando à morte.   

O que causa a dengue grave?

A dengue hemorrágica ou grave é mais comum em quem já teve a doença, porém pode haver complicações já na primeira vez que a pessoa foi infectada e contrair a doença na sua forma mais grave. Isso porque o vírus da dengue possui quatro sorotipos, nomeados como 1, 2, 3 e 4. Cada sorotipo pode ser subdividido em diferentes genótipos (também chamados de linhagens), devido à presença de variações genéticas. Quem se infecta uma vez fica imunizado e não corre o risco de voltar a contrair o mesmo sorotipo, mas pode ser contaminado pelos outros.

A dengue hemorrágica tem cura?

Sim, mas o tratamento deve começar assim que identificados os primeiros sintomas para evitar complicações. Cada caso deve ser analisado pelo médico. Para o tratamento, a hidratação através de soro direto na veia e o monitoramento constante do paciente no hospital são imprescindíveis. Em alguns casos, pode ser necessária o procedimento de oxigenoterapia e transfusões sanguíneas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.