Publicidade
Notícias | Região Litoral Norte

Em vídeo, mulher ameaça enteado de 7 anos: 'Eu te desmonto a pau, e tu vai sair todo quebrado'

Polícia Civil divulgou conteúdo de smartphone apreendido com a companheira da mãe do menino jogado no Rio Tramandaí. Mulher foi presa neste domingo no litoral gaúcho

Publicado em: 01.08.2021 às 21:43 Última atualização: 01.08.2021 às 21:59

A Polícia Civil obteve autorização judicial para acessar o conteúdo de smartphones apreendidos durante a investigação da morte de uma criança de apenas 7 anos jogada no Rio Tramandaí pela própria mãe. Segundo a Polícia, o material revela o envolvimento da companheira da mãe do menino na morte da criança. Em um dos vídeos obtidos, a mulher, presa temporariamente neste domingo (1º), no Litoral Norte, faz diversos questionamentos ao enteado e encerra com uma ameaça. (Veja abaixo).

"Se a tua mãe chegar e tu te mijar, eu te desmonto a pau. Eu te desmonto, eu te desmonto, eu te desmonto. E tu vai sair todo quebrado. Se tu se mijar, eu pego o teu mijo e esfrego na tua cara. Tu tá entendendo?", questiona. A criança responde que sim, e ela acrescenta: "E vai ser bem tranquilo para mim."

Mulher grava vídeo com enteado dentro de armário Foto: Reprodução

Nas imagens, é possível ver o menino de pés descalços dentro de um guarda-roupa, enquanto responde os questionamentos da mulher, que está do lado de fora, gravando. Em depoimento à Polícia, a mãe da criança, que também está presa, assumiu que costumava trancar o menino no armário.

No vídeo, a companheira dela, que parece estar sozinha com o enteado, pergunta por que a criança age de modo diferente na frente da mãe, fazendo xixi nas calças. "Por que que comigo o dia inteiro, que tu tá sozinho, tu tá me pedindo para ir no banheiro, e durante a semana inteira que a tua mãe tá, tu não pede para ir no banheiro?", pergunta.

A criança alega que o faz para chamar atenção da mãe e tentar convencê-la a "deixá-lo solto". "É que com ela eu tento me aparecer de todos os jeitos para ela te dizer: "não, vou deixar ele solto, porque ele não consegue segurar o xixi e ele preso não consegue ir no banheiro sozinho. Ele precisa avisar, e ele não tá avisando, então vamos deixar ele solto", responde o menino.

Após avisar a criança que a estratégia não estava funcionando, a mulher, então, ameaça agredi-lo fisicamente caso não mude o comportamento.

A mulher foi levada à delegacia para prestar depoimento neste domingo e, posteriormente, será encaminhada ao sistema prisional. Conforme a Polícia, a prisão temporária decretada pela Justiça tem prazo de 30 dias. Até a noite deste domingo, o corpo da criança não havia sido encontrado. As buscas seguem nesta segunda-feira (2).

Leia a seguir o diálogo na íntegra:

- Por que que quando a tua mãe tá aqui tu se joga e dá com a tua cara no armário, sendo que agora aqui comigo eu abri e tu botou o teu pé direito para sentar?

- É que com ela eu acho que ela me ajuda.

- E quantas vezes tu já viu que ela não vai te ajudar? Por que a insistência?

- É porque daí eu acho que ela vai cansar e vai me levantar, e vai me colocar aqui dentro para eu sentar.

- Por que que comigo o dia inteiro que tu tá sozinho tu tá me pedindo para ir no banheiro, e durante a semana inteira que a tua mãe tá, tu não pede para ir no banheiro?

- É que com ela eu tento me aparecer de todos os jeitos para ela te dizer: "não, vou deixar ele solto, porque ele não consegue segurar o xixi e ele preso ele não consegue ir no banheiro sozinho. Ele precisa avisar, e ele não tá avisando, então vamos deixar ele solto".

- E falar com ela também como se tu tivesse um morto também é para se aparecer? Porque tu tá falando bem tranquilo...

- É.

- Eu não sei se tu já reparou, mas nada tá funcionado. [...] E mesmo assim tu vai continuar?

- Eu achei que ela ainda não tinha percebido que tudo isso era para eu me aparecer.

- Não, ela já percebeu. "Cai dessa", "cai dessa". Responde a pergunta que tu não é retardado. Mesmo que tu já viu há mais de um mês que a tua mãe não vai fazer merda nenhuma para ti, tu continua. Por quê?

- Porque eu achei que uma hora ela "vai" cansar e vai fazer tudo para mim de novo.

- Tu não tem limite?

- É.

- Pois então. Eu vou te cuidar, se a tua mãe chegar e tu te mijar, eu te desmonto a pau. Eu te desmonto, eu te desmonto, eu te desmonto, e tu vai sair todo quebrado. Se tu se mijar, eu pego o teu mijo e esfrego na tua cara. Tu tá entendendo?

- Sim.

- E vai ser bem tranquilo para mim.

Vídeo

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.