Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região MEMÓRIA

Acervo com 40 anos de história da região é doado para o Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Mobilização para salvaguardar importante material histórico envolve parceira da Metroplan e do CAU/RS

Por Alecs Dall'Olmo
Publicado em: 14.05.2022 às 07:00 Última atualização: 14.05.2022 às 17:28

Salvaguardar a memória. A ação de proteger a história exige consciência, esforço, dedicação e parcerias. Há todo um legado de documentos que são fundamentais para entender os caminhos traçados para o desenvolvimento. E se o tema envolve a mobilidade em área urbana - um dos grandes desafios que atravessa o tempo -, mais motivos ainda para defender a memória.

E é exatamente isso, salvaguardar a memória, que está em andamento desde o último mês a partir de uma parceria entre o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS) e a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan).

O acervo da Metroplan, que integra a ação, entrará em fase de organização para ser disponibilizado futuramente para acesso e consulta, principalmente por meios digitais
O acervo da Metroplan, que integra a ação, entrará em fase de organização para ser disponibilizado futuramente para acesso e consulta, principalmente por meios digitais Foto: CAU/RS/Divulgação

A direção da Metroplan formalizou intenção de doar seu acervo para o CAU/RS. São mapas, projetos, maquetes e documentos que constituem parte importante do acervo de 40 anos. O encontro para tratar da intenção da formalização do acervo contou com a participação do diretor superintendente da Metroplan, arquiteto e urbanista José Sperotto; o diretor da Metroplan, Daniel Leite; e o presidente do CAU/RS, o também arquiteto e urbanista Tiago Holzmann da Silva, entre outros profissionais do CAU/RS.

Responsabilidade

Para o CAU/RS, a formalização desta intenção de doação de parte importante do acervo da Metroplan é uma honra e motivo de grande satisfação. "Ao mesmo tempo sabemos que será uma grande responsabilidade receber parte deste relevante acervo, inicialmente para salvaguarda e tratamento adequado e, posteriormente, para divulgar e disponibilizar acesso à toda sociedade. Isso representa ainda um reconhecimento da capacidade e do trabalho que vem sendo realizado pelo conselho, no sentido de registrar, resgatar e valorizar a história da arquitetura e do urbanismo gaúchos através da criação do Centro de Memória do CAU/RS", ressalta Holzmann da Silva, por meio da comunicação do CAU/RS.

Além de Holzmann da Silva, estão envolvidos nesse processo de atenção com a memória do desenvolvimento urbano a diretoria do Centro de Memória do CAU/RS, por meio da diretora Márcia Elizabeth Martins; do 1º vice-diretor Lucas Bernardes Volpatto; e do 2º vice-diretor Rinaldo Ferreira Barbosa. Há ainda a Comissão de Acervo do Centro de Memória do CAU/RS, que tem na coordenação Márcia Elizabeth Martins, que é diretora do Centro de Memória do CAU/RS.

CAU/RS e Metroplan reunidos com Daniel Leite, Josiane Bernardi, Tiago Holzmann da Silva, José Sperotto, Márcia Martins, Rinaldo Barbosa e Paulo Henrique Soares
CAU/RS e Metroplan reunidos com Daniel Leite, Josiane Bernardi, Tiago Holzmann da Silva, José Sperotto, Márcia Martins, Rinaldo Barbosa e Paulo Henrique Soares Foto: CAU/RS/Divulgação
Museologia

Participam também desse processo os conselheiros Rinaldo Ferreira Barbosa e Fábio Müller. Também na equipe as professoras, profissionais em Museologia, Márcia Bertotto e Jennifer Cuty, além de Josiane Cristina Bernardi (secretária-geral) e Barbara de Jesus Hoch (estagiária de Museologia).

Conforme a comunicação do CAU/RS, a iniciativa de doar seu acervo ao CAU/RS, partiu da própria Metroplan, após tomar conhecimento de que o conselho estava implantando um Centro de Memória e que este teria os meios e a capacidade técnica de receber parte do seu acervo para guarda e disponibilização para pesquisa e acesso amplo de profissionais, estudantes e instituições.

Ao todo, já são 38 coleções especiais

O Centro de Memória da Arquitetura e Urbanismo parte de uma parceria, firmada em 2020, entre o CAU/RS e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). A inauguração do Centro de Memória está prevista para o mês de novembro deste ano. Aliás, o CAU/RS já conta com um acervo muito especial com 38 coleções.

Materiais no Centro de Memória do CAU/RS

A equipe do CAU/RS enfatiza que está em andamento a formalização da intenção da Metroplan em doar seu acervo ao conselho e que somente será possível detalhar seu conteúdo após seleção, inventário e análise técnica. Trabalho este em fase inicial de desenvolvimento. E a equipe do Centro de Memória do CAU/RS destaca que se trata de um acervo grande que necessita ser inventariado, com a devida identificação e quantificação do material.

Fato que demanda a realização de um trabalho especializado que ocupará um considerável tempo. Na avaliação dos integrantes do Centro de Memória, "o acervo se reveste de grande relevância por registrar o surgimento, evolução e planejamento de muitas cidades do Rio Grande do Sul e da região metropolitana de Porto Alegre, principalmente".

A equipe lembra que o CAU/RS já possui um acervo próprio, que está sendo preparado, digitalizado e catalogado para acesso de toda a comunidade, através de consulta digital e, por agendamento, consultas físicas. No entanto, o acesso ao acervo do Centro de Memória do CAU/RS ainda não está aberto, pois está em fase de constituição e organização. O acervo da Metroplan entrará nesse planejamento e a seu tempo também será disponibilizado para acesso e consulta, principalmente por meios digitais.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.