Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Contra a Covid

RS prevê todos os gaúchos acima de 18 com ao menos uma dose de vacina até 7 de setembro

Meta foi anunciada pelo governador Eduardo Leite

Publicado em: 21.07.2021 às 03:00 Última atualização: 21.07.2021 às 06:55

No feriado do Dia da Independência do Brasil, toda a população do Rio Grande do Sul com mais de 18 anos deve ter recebido ao menos uma dose de alguma das vacinas contra a Covid-19. A previsão foi anunciada pelo governador Eduardo Leite ontem.

Chegada de novas doses de AstraZeneca nesta terça-feira Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

"Até 7 de setembro a gente espera ter toda a população adulta com a primeira dose aplicada aqui no RS", afirmou Leite, durante transmissão ao vivo em que anunciou o resultado do Prêmio Te Vacina RS, que entregou prêmios em dinheiro às cidades mais avançadas na vacinação.

Leia notícias sobre coronavírus

"Se não houver mais nenhum susto no fluxo das remessas por parte do governo federal e com a população comprometida em continuar atendendo à nossa convocação pró-imunização, nós vamos cumprir a nossa meta", complementou.

O anúncio encurta em duas semanas o prazo previsto anteriormente. No dia 24 de junho, Leite havia anunciado que até o dia 20 de setembro a vacinação chegaria a todos os moradores maiores de 18 anos.

Antes disso, no começo de junho, a Secretaria da Saúde (SES) já havia anunciado a possibilidade de, até o fim de setembro, imunizar todos os integrantes dos grupos de maior vulnerabilidade, os trabalhadores da educação e as faixas etárias a partir de 18 anos.

Preocupação com Delta

Também ontem, a reunião do Gabinete de Crise, coordenada pelo vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, abordou a confirmação de dois casos da variante Delta da Covid-19, com dois casos de moradores de Gramado sem histórico recente de viagem para fora do Estado.

"Embora estejamos em um momento positivo, com redução tanto nas internações em UTI e leitos clínicos, como nos casos confirmados e suspeitos, estamos atentos à entrada da variante Delta no Estado e com as nossas equipes técnicas monitorando de forma constante", alertou o vice-governador.

Manter cuidados

"A vacinação está avançando, e isso é excelente, graças ao esforço e à dedicação dos municípios que, na ponta, se esforçam para aplicar rapidamente a vacina no braço das pessoas. Mas ainda precisamos manter os cuidados, pois a variante Delta tem alta transmissibilidade", destacou a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

O Gabinete de Crise recebeu um ofício da prefeitura de Porto Alegre solicitando a autorização para a liberação gradual de eventos. Nos próximos dias, será realizada uma reunião entre as equipes técnicas da Secretaria Estadual da Saúde com a Secretaria da Saúde de Porto Alegre e demais técnicos da Região 10 para debater a solicitação e o atual cenário da pandemia. Antes disso, o Gabinete de Crise não poderá deliberar a respeito do pedido.

Municípios poderão vacinar de 12 a 17 com comorbidades

Os municípios poderão começar a vacinar adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, de acordo com definição e organizações locais, a partir dos próximos dias, quando forem distribuídas as vacinas contra a Covid-19 da fabricante Pfizer. O Estado está recebendo 429.820 doses, entre elas AstraZeneca (283.100 doses), Pfizer (65.520 doses) e CoronaVac (81.200 doses).

A destinação dos imunizantes foi definida em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), ontem. Elas serão utilizadas para avançar na vacinação por faixa etária e começar a vacinação dos adolescentes com comorbidades (exclusivamente com a vacina da Pfizer).

Parte do lote de cada uma das fabricantes ficará reservada para a aplicação de segundas doses na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre.

"Temos muitos adolescentes que precisam ser protegidos. Quem tem comorbidade tem o direito de receber a vacina", falou a secretária da Saúde, Arita Bergmann. A diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Cynthia Molina Bastos, explicou que "das pessoas que morreram por complicações da Covid-19 nesta faixa etária, 100% tinham alguma comorbidade."

Anúncio dos premiados e polêmica

Ontem foram anunciados os vencedores do prêmio estadual para os municípios que mais vacinaram em suas faixas populacionais. Serão R$ 625 mil distribuídos aos premiados, para aplicar em ações na atenção primária à saúde.

Haverá uma próxima etapa da premiação, em que serão consideradas as doses registradas até 17 de agosto. O anúncio dos vencedores será em 20 de agosto.

Resposta à Famurs

No anúncio, o governador rebateu críticas da Famurs. No lançamento da premiação, a entidade havia emitido nota em que avaliava que o governo estaria atribuindo aos municípios o atraso na vacinação.

Ontem, Leite comentou: "Nós só estamos onde estamos nesse ritmo de vacinação por conta das prefeituras, da excelência do trabalho dos municípios. O que a gente quer fazer aqui é justamente prestigiar essa agilidade. Dar honra ao merecimento a quem está fazendo a coisa acontecer."

Os vencedores

• Acima de 100 mil habitantes:
1º lugar: Passo Fundo
2º lugar: Uruguaiana

• Municípios entre 50 mil e 99.999 habitantes:
1º lugar: Santa Rosa
2º lugar: São Borja

• Municípios entre 10 mil e 49.999 habitantes
1º lugar: Tenente Portela
2º lugar: Arroio do Sal

• Municípios abaixo de 10 mil habitantes:
1º lugar: Vila Flores
2º lugar: Barra do Rio Azul

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.