Publicidade
Opinião Opinião

Conforto

Por Geraldine Alves dos Santos
Publicado em: 10.04.2021 às 03:00

O novo normal, que depois de um ano já virou mais do que habitual, trouxe algumas mudanças no comportamento. Uma mudança que considero muito importante é a aceitação do conforto na rotina e na moda.

Ao longo da história da moda e do comportamento o conforto sempre foi algo colocado abaixo da noção de estética e de consumismo.

Mas, neste momento, vemos as pessoas comprando roupas e sapatos para ficarem em casa. O próprio home office levou a essa mudança de estilo.

A falta de preocupação com o que os outros irão dizer no ambiente de trabalho ou escolar levou a um novo estilo. No primeiro momento as pessoas adotaram as velhas roupas de ficar em casa. Mas com o tempo o que só se usava eventualmente de noite ou no final de semana virou a roupa que mais se usa. Então as pessoas começaram a adotar novos estilos e o mercado viu uma chance interessante de consumo.

A roupa confortável para ficar em casa nunca foi um bom investimento para as empresas. Quem compra uma roupa para ficar em casa? Esse era o pensamento. Até compra roupas para dormir, mas não para ficar em casa com conforto.

Agora o sentir-se confortável, mas com estilo, mudou a percepção do consumo. A casa não é mais um refúgio do mundo externo. Neste período de pandemia também se tornou a escola, o trabalho, a reunião de amigos, o entretenimento, o restaurante e até o local para passar as férias.

Obviamente isso não foi uma regra para todas as pessoas, pois muitos continuaram trabalhando no mesmo ritmo. Mas abriu a possibilidade de muitas mudanças para a rotina.

Hoje podemos pensar: qual é a roupa, o sapato ou a maquiagem adequados para o home office? Não é a mesma do trabalho presencial. Mas pode vir a se tornar também o normal para o presencial.

E essa mudança de perspectiva pode alterar muitos comportamentos e fazer com que as pessoas pensem mais no que realmente lhes agrada vestir, comer ou fazer. Inclusive no que é mais saudável. Fugimos de alguns padrões e desenvolvemos, pela necessidade, novas opções. Criamos moda até para as máscaras!

Esse último ano tem sido muito difícil em todos os sentidos. Mas é importante que possamos entender que entre todas as estratégias que desenvolvemos para enfrentar este momento de pandemia, muitas delas se transformem em ganhos para o nosso bem-estar e consequentemente para a nossa qualidade de vida.

 


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.