Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião

Mosaico

Publicado em: 27.07.2022 às 03:00

Existe um fenômeno que acontece com quase toda mulher que se torna mãe, uma espécie de manto imaculado da maternidade.

Quando estamos sob o jugo dessa túnica, comumente nos observamos (e somos observadas) como seres incapazes de desejos não relacionados à maternidade. Passamos a enxergar nossas amigas sem filhos pequenos muito workaholick, muito festivas, muito ébrias.

Perguntei ao pai dos meus filhos se ele também sentiu esse julgamento pesar sobre si depois de se tornar pai. A resposta, é claro, foi negativa. Nenhum homem se sente sufocado por não estar tão magro quanto ao fulano pós-paternidade, ou por trabalhar fora e deixar seus filhos na creche ou com a babá. Ninguém encontra um pai num bar entre amigos e questiona: "onde estão teus filhos se tu está aqui se divertindo?"

Pais não se sentem na obrigação de explicar que são bons pais, brincam com os filhos, cortam unhas, buscam na escola, insistem no brócolis no almoço e, ao mesmo tempo, também sentem prazer em malhar, trabalhar, se divertir.

Quando foi que nos fizeram acreditar que, para ser uma boa mãe, era preciso ser apenas a metade do que somos? Que peso é esse que transferirmos aos nossos filhos?

Eu não sei exatamente quanto tempo foi necessário para que eu juntasse todas as minhas metades espalhadas pelos cantos e me tornasse inteira. Mas aprendi que, para além de ser mãe, também sou profissional, e também filha, e também amiga, e também uma mulher num corpo vivo.

Clarice Lispector escreveu que "à medida que os filhos crescem, a mãe deve diminuir de tamanho". É um alívio quando nos permitimos encolher para que os filhos cresçam e, paradoxalmente, também crescermos com eles.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.